Make your own free website on Tripod.com

O Começo
    Tudo começou com Caim. Na Bíblia, o livro do Gênese fala que ele, o filho mais velho de Adão, foi banido para as longínquas e sombrias Terras de Nod por ter assassinado seu irmão: Abel. Vampiro: A Máscara, incluiu na história de Caim outros fatos...
    A Bíblia diz que Deus pôs sobre Caim uma marca para que aquele que o ferisse fosse ferido sete vezes em troca. Esta marca era a maldição do vampirismo. Mas, a maldição ainda não estava completa, após ser banido para a Terra de Nod, três anjos foram enviados até Caim: Michael, Raphael e Uriel. Cada um deles amaldiçoou Caim por não querer pedir desculpas ao Senhor e ser perdoado. Após estas sucessivas maldições Caim "gritou de angústia, rasgou sua carne e chorou sangue". O primeiro vampiro estava pronto.
    Mais tarde sozinho, Caim encontrou Lilith (Demônio feminina do folclore judaico). Ela o acolheu e ensinou-lhe a usar o poder do seu sangue. Assim, Caim desenvolveu as primeiras DISCIPLINAS (os lendários poderes dos vampiros). Quando achou que Lilith não tinha nada mais a oferecê-lo Caim partiu. E acabou encontrando a "Primeira Cidade": Enoque. Caim descobre como criar seus filhos, ele descobre o Abraço e gera três vampiros: A Segunda Geração.
    Estes, os Membros da Segunda Geração, mesmo proibidos Abraçaram outros, gerando a Terceira Geração. Os netos de Caim se voltaram contra seus pais e os destruiram. Logo depois veio o Grande Dilúvio. E Caim se isolou e nunca mais foi visto. Os Membros da Terceira Geração são conhecidos como Antediluvianos, segundo relatos eles são 13 e alguns estão vivos até hoje.
     Cada vampiro da Terceira Geração seguiu seu rumo e os vampiros se espalharam pelo mundo. Até hoje vivem entre os mortais, mas nem sempre foi como nos dias de hoje: vampiros proibidos de se revelar aos mortais. Houveram tempos em que os vampiros governavam seus vassalos dos altos de suas torres e castelos. Mas isso acabou com a vinda da Inquisição, que foi uma séria ameaça aos Cainitas.

Esta, minha criança, é a Longa Noite.
A idade da razão foi abandonada e esquecida.
A idade dos Impérios, afogada em sua própria iniqüidade.
Esta é a Idade das Trevas.

Observa, minha criança os locais selvagens e sombrios,
Onde não existe lei a não ser a das garra e presas.
Contempla também as cidades humanas,
Onde podemos ser os senhores quando o sol se esmaece e morre.

Cuidado, minha criança, com teus inimigos eternos:
Com os selvagens metamorfos, que caçam como lobos.
Com os cavaleiros do fogo e da espada, os caçadores de bruxas.
Com as crias flamejantes do próprio Inferno.
Mas acima de tudo, minha criança,, cuidado com teu semelhante.
Pois nós sempre seremos os nossos maiores inimigos.

Esta, minha criança, é a Longa Noite.
Seja bem vinda a ela...